Encontro do Proler acontece de 4 a 7 de outubro e traz como tema “Literatura para quê?”

Campo Grande (MS) – De 4 a 7 de outubro, Campo Grande recebe o 18º Encontro do Proler que terá como tema “Literatura para quê?”. O evento este ano faz parte da programação do selo MS 40 anos e terá mesas redondas sobre Política Públicas para Livro, Leitura e Literatura (PNLL e PELL), literatura regional, literatura nacional e haverão ainda encontros com escritores. A abertura acontece no dia 4 de outubro, com a palestra uma palestra proferida pelos professores Célia Regina Delácio (UFGD) e Daniel Abrão (UEMS) sobre o tema do evento.  A abertura inicia  às 19h na Unigran, localizada na Rua Abrão Júlio Rahe, 325, Centro.

No dia 5 de outubro às 15h, acontece a mesa redonda “Políticas Públicas para Livro, Leitura e Literatura – PELL e Colegiado Setorial de Literatura MS”, no Centro Cultural José Octávio Guizzo (CCJOG). E às 19 h, o SESC Morada dos Baís realiza o Circuito de Autores – Arte da Palavra, com os escritores Alexandre M. Rodrigues (SP) E Vanessa T. Trajano (PI).

No dia 6 de outubro a professora Bernadete Campello (MG) profere a palestra “Biblioteca Escolar no século XXI: espaço de múltiplas dimensões”, às 14h no CCJOG. Ela promoverá a discussão das possibilidades da biblioteca escolar como recurso de aprendizagem, analisando as diferentes experiências que esse espaço pode proporcionar. Pretende também apresentar e discutir fatores que possam influenciar projetos de formação de leitores a serem desenvolvidos na biblioteca. No mesmo local, às 19h30, o escritor Marc Ferréz (SP) traz a palestra “Literatura para Transformação Social e humana”. Ele discorrerá sobre sua experiência ao longo dos seus 20 anos de carreira e abordará sobre seus livros, sua ligação com a cultura Hip Hop, sua experiência como empreendedor social e literatura marginal.

No dia 7 de outubro a partir das 8h30, na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim, Francisco Gregório (RJ) ministra a palestra “Leitura e Memória”. No local acontece ainda o Encontro de Contadores de Histórias. A experiência tem demonstrado que contar histórias tem o mérito de aglutinar pessoas em torno de um tema, sensibilizando-as e atraindo-as para o estudo e a pesquisa não só de novos textos e ensaios, mas também para o recolhimento de histórias da memória oral – histórias que não estão só nos livros, mas na vivência das pessoas e que acabam por oferecer uma releitura das próprias histórias narradas nos livros. Como se trata de atividade com características lúdicas, a contação oferece a possibilidade de um envolvimento afetivo do leitor com o livro e com os temas em discussão. A palestra “Leitura e Memória” discorrerá sobre estes aspectos.

No mesmo dia, às 17h, o SESC Morada dos Baís promove o Encontro com Escritores e traz a discussão “Por que os clássicos são clássicos?”, com o palestrante Érico Nogueira (SP). Neste momento ocorrerá a reflexão sobre os múltiplos sentidos da palavra “clássico” e a apresentação ao público dos principais autores do Ocidente. A pergunta “Literatura para quê?”, portanto, se especifica, nesta palestra, em “Clássicos para quê?”.

Sobre o Proler

O Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler) tem como finalidade contribuir para a ampliação do direito à leitura, promovendo condições de acesso a práticas de leitura e escrita político  críticas criativas. Isto implica articular a leitura com outras expressões culturais, propiciar o acesso a materiais escritos, abrir novos espaços de leitura, e integrar as práticas de leitura aos processos educacionais, dentro e fora da escola.

Tornar a prática de leitura dentro do cotidiano escolar e cultural da sociedade é tarefa fundamental para um projeto político cuja meta é formar cidadãos leitores. A escola e a biblioteca são, nesse processo, instituições imprescindíveis e complementares, mas o aprendizado da leitura transcende a alfabetização. Para constituir uma sociedade leitora, na qual a participação dos cidadãos no processo democrático seja efetiva, é preciso conjugar a leitura da palavra à leitura do mundo.

O Proler é concebido como um Programa de abrangência nacional e não tem caráter centralizador estando aberto a novos projetos de leitura e buscando estimular ações autônomas em favor da leitura. Em razão disso, o Proler é constituído por comitês conveniados e que trabalham sobre suas respectivas realidades regionais para atender às demandas próprias das comunidades onde atuam.

Mais informações Núcleo de Leitura e Literatura da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), no telefone 3316-9155.

Acompanhe a programação:

04 de Outubro

Período Noturno: Cerimônia de abertura  – Literatura para quê?

Palestrantes: Prof. Célia Regina Delácio (UFGD) e Prof. Daniel Abrão (UEMS)

Local: Unigran Capital  Horário: 19 horas

Endereço: Rua Abrão Júlio Rahe, 325 – Centro.

 

05 de Outubro

Período Vespertino: Mesa Redonda “Políticas Públicas para Livro, Leitura e Literatura – PELL e Colegiado Setorial de Literatura MS”

Local: Centro Cultural José Octávio Guizzo – Horário: 15 horas

Endereço: Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

 

Período Noturno: Circuito de Autores – Arte da Palavra (SESC):

Autores: Alexandre M. Rodrigues (SP) E Vanessa T. Trajano (PI)

Mediação: Isloany Machado

Local: Morada dos Baís –  Horário: 19 horas

Endereço: Av. Noroeste, 5140 – Centro

 

06 de Outubro

Período Vespertino: Biblioteca Escolar no século XXI: espaço de múltiplas dimensões

Palestrante: Bernadete Campello (MG)

Mediação: Profª Eunice de Lourdes

Local: Centro Cultural José Octávio Guizzo  – Sala Rubens Corrêa  Horário: 14 horas

Endereço: Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

 

Período Noturno: Palestra “Literatura para Transformação Social e Humana”

Palestrante: Ferréz (SP)

Mediação: Volmir Cardozo – UEMS

Local: Centro Cultural José Octávio Gizzo  – Sala Rubens Corrêa  Horário:19:30 

Endereço: Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

 

07 de Outubro

Período Matutino:  Palestra “Leitura e Memória” e Encontro de Contadores de Histórias 

Palestrante: Francisco Gregório (RJ)

Mediação: Ciro Ferreira

Local: Biblioteca Estadual Dr. Isaías Paim . Horário: 8:30

Endereço: Av. Fernando Corrêa da Costa, 559 – 2º Andar – Centro.

 

Período Vespertino: Encontro com Escritores – Palestra “Por que os clássicos são clássicos?”

Palestrante: Érico Nogueira (SP)

Mediação:.UBE/MS

Local: Sesc Morada do Baís Horário: 17 horas

Endereço: Av. Noroeste, 5140 – Centro

 

Texto e foto: Gisele Colombo