Estátua de Manoel de Barros já está disponível para visitação e fotos no Centro da Capital

Canteiro onde ela foi instalada conta com iluminação de LED para assegurar visitação também no período noturno. 

Campo Grande (MS) – A contemplação da estátua de bronze do poeta Manoel de Barros já está disponível ao público. Instalada no canteiro central da avenida Afonso Pena, no cruzamento com a rua Rui Barbosa, em Campo Grande, ela foi inaugurada nesta terça-feira (19.12) pelo governador Reinaldo Azambuja, na data em que o artista completaria 101 anos.

“Será um espaço para as pessoas tirarem uma foto, preservarem, cuidarem e terem isso como um patrimônio de todo sul-mato-grossense para que a gente possa perpetuar na nossa memória e na nossa história essa pessoa especial que encantou MS, o Brasil e o mundo”, declarou o governador Reinaldo Azambuja.

Na inauguração, ele lembrou das dificuldades para instalação da estátua, que chegou a se tornar questão judicial, mas destacou que a decisão final foi tomada de forma conciliadora e como inicialmente previsto acabou beneficiando a população.  “A gente perpetua aqui do jeito que o Ique [escultor] queria, embaixo de uma figueira, de costas para o nascer e de frente para o pôr-do-sol como Manoel sempre disse e nos encantou em suas poesias”, completou.

Para garantir a conservação do local, o prefeito Marquinhos Trad assinou convênio com a iniciativa privada que fará a manutenção do paisagismo do canteiro. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio/MS) e o Sesc também darão apoio no cuidado com a estátua.

Marquinhos destacou a importância de a sociedade contribuir com a conservação do monumento. “Dependerá da população, das pessoas que forem visitar, será um papel de todos nós”, destacou. “Essa estátua é a demonstração de uma cidade que lembra dos seus filhos e aqui na extensão do quintal dele ficará a poesia e a saudade”, completou.


Homenagens

“Nessa obra Manoel de Barros vive”, cantou Zé Du em homenagem póstuma ao artista. Secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, também homenageou o poeta ao declamar duas de suas poesias. “O Manoel era um poeta da cidadania e essa estátua irá ficar aqui propiciando a todos os cidadãos e cidadãs a interatividade com ele”, declarou. A estátua em homenagem ao poeta teve o custo de R$ 232 mil, angariados por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei). 

“A arte tem que estar onde o povo está e, aqui, ele ficará eternizado no quintal de casa”, afirmou o artista plástico Ique Woitschach, criador da obra. Nascido em Campo Grande, Ique contou que o trabalho foi sua 10ª estátua e além de realização profissional teve um significado pessoal por conta da admiração pelo trabalho de Manoel de Barros.

Nora do poeta, Maysa Leite de Barros, agradeceu ao Governo do Estado em nome de toda a família. Emocionada, ela contou que as futuras gerações de netos e bisnetos agora terão acesso à homenagem. “Está tudo dentro do contexto do trabalho dele, da poesia e do jeito simples que ele tinha”, comentou.

O deputado estadual Maurício Picarelli elogiou a iniciativa que valoriza um dos principais expoentes da cultura sul-mato-grossense. Presidente da Academia Sul-mato-grossense de Letras, Henrique de Medeiros, destacou a obra como forma de honrar o poeta “que eternamente será lembrado pela representação do Pantanal”.

Duas réplicas da estátua em miniatura foram entregues pelo governador, uma ao prefeito da Capital e outra à família do poeta. Participaram também da solenidade de inauguração os secretários de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis; os deputados estaduais Beto Pereira e Onevan de Matos; além de diversos artistas. Veja mais fotos.

Danúbia Burema – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Edemir Rodrigues