FASP: Exposições de Artes Plásticas e Fotografia homenageiam MS e os 237 anos de Corumbá

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, agosto 20, 2015 as 15:32 | Voltar

 

O olhar que amplia a visão por meio da fotografia e o reflexo do artista que, através do jogo das cores e traços, produz obras que revelam a alma sul-mato-grossense marcam presença no Festival América do Sul Pantanal. As exposições  “A Divisão do Estado” de Humberto Espíndola,  “Corumbá, Sua História, Sua gente...” de Roberto Higa,  “Minha Terra Querida” e “Casarios do Porto”, um coletivo de fotógrafos de Corumbá organizados pelo SESC, vão aguçar a imaginação e resgatar a memória daqueles que por lá forem prestigiar o trabalho destes artistas e profissionais. As exposições serão abertas daqui a pouco para visitação no SESC, na rua Domingos Sahib, 570.

Humberto Espíndola expõe oito telas que retratam um pouco da história e cultura sul-mato-grossense. Foram pintadas em 1978 e revelam uma peculiaridade do Estado - a “Bovinocultura”. Para o artista,
em seus quadros há uma crítica e ao mesmo tempo explicação, destacando que a mostra é de fácil entendimento, o que desperta o interesse de um público diferenciado. Expostas pela primeira em Corumbá, as obras do Humberto Espíndola pertencem ao Governo do Estado no acervo de obras do Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul.

Já Roberto Higa, um repórter fotográfico com 47 anos de profissão, que já registrou por meio das lentes momentos históricos no Estado,  participa do FASP  com a exposição “Sua história, sua gente...”, que resgata acontecimentos dos últimos cinquenta anos de Corumbá. São aproximadamente 200 fotos que contam a história de Corumbá a partir da década de 70 e suas respectivas alterações que refletiram em uma nova paisagem cultural, econômica, política e urbana do município.

A Mostra é uma oportunidade para estudantes, universitários e jovens moradores do município conhecerem as principais partes da história da Cidade Branca,  servindo com uma ferramenta de aprendizado e pesquisa.

As exposições “Corumbá Minha Terra Querida”, de fotos e “Casarios do Porto”, organizadas pelo SESC  também homenageiam os 237 anos da Cidade Branca, comemorados dia 21 de setembro.

A gerente do Sesc Corumbá, Thayná Cambará, explica que a exposição fotográfica propõe em seu tema “uma reflexão quanto aos hábitos, costumes da comunidade desse local, bem como as características arquitetônicas, tradições e eventos culturais realizados no município. A natureza caracterizada pela localização do Pantanal sul-mato-grossense poderá ser representada por imagens que tragam, aos olhos de quem vê, a importância do município no contexto geral do Estado de Mato Grosso do Sul”, ressalta Cambará.
 

Texto André Messias

Publicado por: tmotta@fazenda.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.