FASP promove Seminário Internacional de Economia Criativa

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, agosto 21, 2015 as 18:07 | Voltar

Por Alexander Onça

 seminario de economia criativa-5221

Parte da programação do 12°  Festival América do Sul Pantanal (FASP), foi realizada na tarde dessa sexta-feira (21) o Seminário Internacional de Economia Criativa e Inovação  que reuniu no auditório da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no prédio da antiga Alfândega,  estudiosos e pesquisadores do assunto. Foram abordados temas como o a Economia Criativa e a  Inovação como indutores do desenvolvimento econômico e social das cidades e comunidades, e a questão dos Geoparques.

Compondo a mesa na solenidade estavam a vice-prefeita e presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rollon, a superintendente de Economia Criativa da Sectei, Cláudia Medeiros, o superintendente de Ciência e Tecnologia  Renato Roscoe e o presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino da Ciência e Tecnologia (Fundect-MS), Marcelo Turine.

Para o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação  Athayde Nery, criar dentro de um festival discussões que destaquem o setor econômico do Estado é primordial. “Um festival não é apenas um ponto de encontro de música, dança, teatro e outras artes, mas também um uma oportunidade de discutir aquilo que queremos dentro do nosso processo de organização. Fico muito feliz em podermos acrescentar estas discussões ao América do Sul Pantanal”, destacou  Athayde.

seminario de economia criativa-5203

Segundo o superintendente de Ciência e Tecnologia  Renato Roscoe, a riqueza do  Mato Grosso do Sul  pode ser expandida através dos mecanismos de produção usados pela economia criativa. “Temos grandes patrimônios no Mato Grosso do Sul, como o nosso Pantanal e todo o complexo da Bodoquena, além da nossa rica e extensa cultura local, e a economia criativa vem para transformar nossos negócios locais em globais, levando essa ideia para o mundo todo”, pontuou Roscoe.

A superintendente de Economia Criativa da Sectei Cláudia Medeiros conta que o seminário desenvolvido no FASP é apenas uma parte das ações já desenvolvidas pelo setor de economia criativa pelo Estado afora. “Para nós é um momento importante, pois este ano foi criada uma superintendência de economia criativa nesta nova gestão pública que une o turismo com a cultura, a ciência e a tecnologia e a inovação. Este é o terceiro momento que buscamos esta reflexão, queremos cada vez mais alavancar o conhecimento da economia criativa para que juntos possamos avançar”, acredita Cláudia.

Palestrante do dia, a professora doutora Maria do Perpétuo Socorro Rodrigues Chaves elogiou as ações do Governo do Estado e da Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei) voltadas à economia criativa. “Quando me deram este tema complexo fiquei pensando no porquê, mas quando cheguei aqui descobri que o desafio que me deram é na verdade o desafio que vocês aqui no MS  enfrentam com a capacidade de articulação. Fiquei muito feliz vendo a trajetória que a secretaria de cultura vem traçando, buscando novas alternativas diante de tempos difíceis”, destacou a doutora.

 seminario de economia criativa-5243

Geopark Bodoquena-Pantanal

 

Após a palestra de Maria do Socorro , o público formado por gestores culturais de Corumbá e da região norte do Estado, participou de uma Roda de Conversa sobre “Geoparques: Empreendedorismo, Turismo e Cultura”.

Estiveram presentes na Roda os professores José Patrício Pereira Melo, reitor da Universidade Regional do Cariri, Afrânio Soriano Soares, diretor científico do Geopark Bodoquena-Pantanal, Flávia Fernandes de Lima e Hélènemarie Dias Fernandes, diretora presidente da Fundação de Turismo do Pantanal.

“A questão do GeoPark Bodoquena Pantanal é importante ser abordada dentro de um festival por agregar valor aos produtos sul-mato-grossenses, e é esse um dos nossos principais objetivos na política da ciência e tecnologia: contribuir com o desenvolvimento do Estado agregando valor aos nossos produtos”, afirmou o presidente da Fundect-MS, Marcelo Turine. 

Publicado por: tmotta@fazenda.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.