Grupo teatral boliviano arranca aplausos de crianças e adultos no Porto Geral

Categoria: Geral | Publicado: domingo, novembro 13, 2016 as 10:39 | Voltar

Corumbá (MS) - Seguindo a programação do segundo dia de Festival América do Sul Pantanal, bem próximo do Palco do Sol, o grupo boliviano Teatro Trono chegou em forma de cortejo, com bandeiras coloridas e danças, envolvendo as pessoas que assistiam.

Cada ator tocava um instrumento de percussão, e juntos pareciam uma verdadeira escola de samba boliviana. Enquanto tocavam, um dos atores fazia movimentos sinistros e ao mesmo tempo cômicos com o corpo, dando show de contorcionismo.

Depois de atrair os olhares e a atenção de quem passava pelo local, o grupo iniciou a apresentação do espetáculo “Corpos sem Fim”, tratando as relações de família de maneira engraçada, porém cheia de críticas e recados. A peça é dirigida pelo famoso teatrólogo Ivan Nogáles.

Trocando rapidamente de figurino, o grupo apresentou uma outra história onde uma atriz criança fazia o papel de uma menina (Dominguita) que chorava ouro. Ao descobrirem o fato, seus parentes inventavam estranhos modos de fazê-la chorar para ficar com o ouro que saía de seus olhos.

Apesar do espanhol acelerado, a interpretação, entonação e o movimento corporal dos artistas traziam um entendimento lógico a quem assistia. “Eles são muito engraçados, eu entendi bem pouco pois não domino a língua deles, porém ficou fácil de saber o que estava acontecendo, eles são malucos, fazem com prazer”, opinou a estudante Mariana Gomes, de 16 anos.

texto Alexander Onça

Publicado por: Nivaldo Wanderlei dos Santos Junior

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.