Semana de Ciência e Tecnologia foi aberta nesta manhã no Memorial da Cultura

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, outubro 19, 2016 as 10:06 | Voltar

Campo Grande (MS) – Foi aberta na manhã desta quarta-feira, no Memorial da Cultura, a 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O tema deste ano é “A ciência Alimentando do Brasil”. Em Campo Grande, o evento acontece na Secretaria de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei) no período de 19 a 21 de outubro de 2016 com previsão de receber aproximadamente 2 mil alunos de escolas públicas e particulares.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9158

O objetivo da Semana é aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema.

As ações foram ampliadas nos últimos anos. Em 2014, foram 106 atividades em 14 municípios do Estado; em 2015, foram 1.423 atividades em 53 municípios, e para 2016, a previsão é de 1.674 atividades em praticamente todos os municípios do Estado. O número de atividades vem crescendo em todo o Estado, fruto de uma interação entre as secretarias de Cultura e de Educação (Sectei e SED), exercendo a transversalidade e levando a ciência e tecnologia para o cotidiano dos alunos da rede pública do Estado.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9063

Após o hasteamento das bandeiras do Brasil, do Estado e da Capital, com o Hino Nacional Brasileiro executado pela banda da Polícia Militar, o secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Renato Roscoe, desejou um bom dia a todos e agradeceu ao governador Reinaldo Azambuja todo o apoio dado ao evento. “A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é celebrada em todo o Brasil. Depois do apoio que recebemos do atual governo, a participação dos municípios na Semana passou de 14 para 50 municípios, de 2014 a 2015, e de seis para 223 instituições. Este ano temos 64 municípios participantes e 317 instituições. Somos o terceiro Estado com maior número de atividades, ficando atrás somente de Pernambuco e Goiás”.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9075

O secretário disse que estes números só são possíveis graças a parcerias. “A Fundect tem apoiado a semana desde o início. Outros parceiros são a UFMS, IFMS, UCDB, UFGE, UEMS, Sebrae, Famasul, Senar, Semed, Senai, Fiems, Fiocruz, Agraer, FCMS e SED. Quero manifestar agradecimento especial à Secretaria Estadual de Educação, que tem sido fundamental nessa mobilização e não mediu esforços para a mobilização em todos os municípios do Estado”.

Renato falou sobre as mudanças que as tecnologias produziram no Estado e no País. “O tema deste ano é ‘A Ciência Alimentando do Brasil’. Mato Grosso do Sul testemunhou uma mudança radical que a ciência fez para alimentar o país. Hoje são 55 milhões de hectares plantados. Temos cada vez uma área menor produzindo mais, graças ao desenvolvimento tecnológico. O rebanho reduziu 9% nos últimos cinco anos, mas a produção de carne aumentou 22%. O Brasil tem um papel importante para alimentar o mundo. A demanda por alimentos vai aumentar 60% até 2050. A ciência vai contribuir com alimentação e com a pecuária”.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9126

Roscoe convidou a todos para visitar os estandes. “As atividades vão acontecer simultaneamente em 64 municípios. Agradeço a todos vocês, especialmente à equipe da Sucitec. Desejo a todos um bom proveito do nosso evento”.

Logo após, o governador Reinaldo Azambuja desejou bom dia a todos, saudou o secretário de Cultura, Renato Roscoe e cumprimentou a equipe da Sectei. “O Renato explicitou o avanço que tivemos no número dos municípios participantes e entidades parceiras. Queremos ressaltar principalmente as oportunidades desse segmento [agricultura e pecuária] para Mato Grosso do Sul. A ciência e tecnologia são responsáveis pelo avanço na produção de alimentos. São 9 bilhões de pessoas no mundo. Neste segmento, o Brasil pode ocupar 40% da oferta de alimentos, energias e fibras. Temos que trabalhar muito em ações de ciência e tecnologia”.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9175

O governador afirmou ter feito em seu governo ações importantes, com parceria de muitas instituições. E para ele, participar desse momento histórico mostra o caminho de oportunidades para todos. “Mato Grosso do Sul é o terceiro Estado do Brasil em ações na Semana de Ciência e Tecnologia. Mesmo o Brasil vivendo um momento de crise, nosso Estado respondeu positivamente, pois somos o segundo em geração de empregos. Conseguimos manter a sustentabilidade. Nós diminuímos o rebanho, mas o Estado ocupou-se em outras atividades produtivas. Temos um grande ativo, podemos multiplicar o encadeamento com incremento de subprodutos da agropecuária”.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9188

Reinaldo falou também sobre a produção de celulose no Estado. “Mato Grosso do Sul vai ser o primeiro do mundo em produção de celulose daqui a dois anos. A gente entende que o encadeamento industrial pode ser a grande oportunidade para nós. A gente vê o quanto o avanço tecnológico pode ajudar na economia, no setor educacional e no fortalecimento das instituições. Nós vamos avançar muito com a ciência, tecnologia e inovação e ninguém nos segura, ninguém vai superar o Brasil. Já avançamos bastante. O Brasil e o Governo do Estado precisam despertar para a ciência e tecnologia, que geram empregos e crescimento de oportunidades. Declaro aberta a 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”.

Terminados os discursos, o governador Reinaldo Azambuja, com o secretário de Cultura, Renato Roscoe, e demais autoridades, visitou os estandes das instituições parceiras e dos Núcleos de Tecnologias Educacionais, conversou com estudantes e se interessou pelas experiências e trabalhos desenvolvidos pelas escolas.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9224

Confira as principais atividades que serão desenvolvidas:

Fiocruz: palestras introdutórias sobre alimentação saudável conduzidas por especialistas no tema; palestra sobre Agroecologia e tecnologias sócias apropriadas à agricultura familiar, conduzida por especialista no tema e remetendo a experiências e situações já existentes no MS.

Arandu/UFMS: Painel Alimento das Sensações; Painel Agrotóxico e Transgênico; Painel Metodos de Conservação de Alimentos.

Supec: Atividade de demonstração das formas de transportes, armazenamento e preparação dos alimentos durante a uma comitiva pantaneira.

SED/NTE: Apresentação de 12 projetos rede estadual de ensino - Núcleo de Tecnologia Educacionais da SED/MS selecionou 12 projetos entre as 365 escolas estaduais para serem apresentados durante a SNCT em Campo Grande sendo eles: Campo Grande; Coxim, Dourados, Nova Andradina, Ponta Porã, Três Lagoas, Gloria de Dourados, Naviraí, Aquidauana e Jardim. Minicursos; Palestras; Oficinas; Micromundo 3D e filmes; Física em ação e Show da Química; Seminários de divulgação de pesquisas exibição de pôsters; Desmistificando a física e a química da cozinha Masterchef Science.

semana-nacional-da-ciencia-e-tecnologia-9271

Mais informações na Superintendência de Ciência e Tecnologia pelo telefone (67) 3316-9165.

 

Publicado por: tmotta@fazenda.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.