Subsecretaria LGBT destaca participação no Festival de Inverno de Bonito

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, agosto 4, 2017 as 15:10 | Voltar

Campo Grande (MS) – Promovendo a cultura e a cidadania em meio à diversidade de representações dos movimentos sociais atuantes em Mato Grosso do Sul, o 18º Festival de Inverno de Bonito abriu espaço para jovens, mulheres, negros, indígenas e a comunidade LGBT, que nesta edição, teve seu espaço garantido promovendo seminários, oficinas, apresentações artísticas e entrega de materiais de prevenção.

Para o Secretário de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, somente as políticas públicas podem empoderar a sociedade para exercer a cidadania.  “Neste governo estamos fazendo a inclusão institucional no campo dos direitos humanos, democracia e da paz. Tudo isso para promover o enfrentamento da intolerância e violência. Este festival foi o início desta construção”, destacou.

No espaço LGBT foram realizados testes de HIV por meio do fluido oral, em parceria com a Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul. O local contou com a presença das Drag Queens: Sale Copacabana, Rafa Spears e Ravenna Queniee, que interagiram diretamente com o público, como uma forma de "quebrar o gelo" e superar preconceitos.

Um dos debates ocorridos, o “Direitos Humanos, Cultura, Cidadania e Diversidade em 40 anos de Lutas e Vitórias pelas Políticas Públicas LGBT em Mato Grosso do Sul” abordou Direitos LGBTs, Cultura, Gênero, Sexualidade e Orientação Sexual.

Estiveram presentes e contribuindo com o funcionamento do estande os servidores: Subsecretário de políticas públicas LGBT- Frank Rossatte da Cunha Barbosa, Coordenadora executiva da Subsecretaria- Bianca Araújo dos Santos, Coordenadora do Centro de Referência em Direitos Humanos Prevenção e Combate a Homofobia- CENTRHO - Neuza Araújo da Silva Lima e a educadora social- Nicolly Sousa.

“Entregamos mais de 600 bolsas com materiais de prevenção, mais de 6 mil preservativos, além das intervenções culturais, seminários da diversidade e exibição de curtas com a temática LGBT. Para nossa estreia no festival tenho certeza que foi um sucesso”, relatou o subsecretario de políticas públicas LGBT, Frank Rossatte.

As ações LGBT no FIB 2017 contaram com os parceiros: Associação das travestis e transexuais de Mato Grosso do Sul – ATMS (indicação de colaborador para a testagem), Movimento de Estudo de Sexualidade, Cultura, Liberdade e Ativismo – MESCLA/MS (indicação de colaborador para a testagem), Rede de homens gays e bissexuais de Mato Grosso do Sul – Rede Apolo  ( cedência de curtas LGBT), Programa Estadual de IST/ AIDS ( fornecimento de testes para HIV, preservativos, material informativo, bolsas e porta moedas), Equipe Serie Natasha (participação da equipe no Seminário) e Equipe Fundo de Investimentos Culturais - FIC ( participação no seminário).

Alexander Onça
Fotos: André Patroni

 

Publicado por: tmotta@fazenda.ms

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.